sábado, 25 de junho de 2016

Palavra-Cerzidura _ Um poema de Casé Lontra Marques



A memória respira nas pedras



A memória respira nas pedras
prorrogando
qualquer submersão — com uma calma involuntária —

outras
formas de escoamento
das
referências:

em raptos constantes — mas incontínuos —

hoje se expõem
à
descompressão

dos espantos (sedativos)

que
caminham

comigo:

nossos
recentes confinamentos
são
enfim irrecusáveis?

desperdício
é um modo de não esquecer

— instaurando — sopro a sopro:
um
denso envelhecimento;

perto
dos sons que nos cicatrizam:

como
receber essa água levada
ao
limiar de toda dor?

num
viveiro de vertigens:

os rangidos em regresso
às
disjunções

da idade gestacional comportam

uma
subsistência quase

rítmica

— entre as sobras
de
alguns segundos —

distribuir
desordenadamente os olhos;

dentro
da
areia:

distribuir
voluntariamente os poros;

letra
a
letra:

(agora
também observarei as mutações
da
catatonia?):

interrogando — de vão em vão —
um
tenso renascimento:

(agora
apenas conservarei as mutações
da
catatonia?):

enquanto algumas lacunas — mesmo relutantes —
percorrem
esses silêncios que nos somam

aos insumos

de
um solo

insurgente:

novos rastros da placenta
oscilam
em meio a outra desconcentração — ainda escuto —

antes
de consumir sua contingência?

aquelas últimas noites
logo
cedo recolheram os nomes que equilibramos

no
rosto adulterado

pela distensão

do
delírio

— onde finco um fôlego —

com a língua
inseminada nos espaços atingidos

por
uma insônia

solar:

alimentaremos
este
instante que cerca quase
toda
inundação

— emergindo de gestos elípticos —

sincronizarei
a
montagem dos ossos

em
múltiplas

faces:

até experimentar as primeiras sílabas
após
uma solidão ambígua:

interagir
com sintaxes quimicamente

reunidas

em
corpos prestes
a
desaparecer




Casé Lontra Marques nasceu em 1985, em Volta Redonda (RJ). Mora em Vitória (ES). Publicou Movo as mãos queimadas sob a água, Saber o sol do esquecimento e Mares inacabados, entre outros. Disponibiliza seus livros digitalmente em caselontramarques.blogspot.com.br.

Nenhum comentário: