sábado, 23 de setembro de 2017

Lançamento ¨Andrômeda sob os pés¨ _ de Lia Macruz



Dois poemas do livro de Lia Macruz - Andrômeda sob os pés (Editora Primata - 2017):


sou tataravó das minhas dores
sou o seio da árvore, do peito e da flor
sou o pronome subjetivo
das línguas ainda nem inventadas
sou a saia ocre de gaia
sou o altar de bocetas e de cabelos
sou o totem milenar
no ventre das avós
sou o talismã guardado entre os seios
sou a sabedoria uma das outras
sou o segredo tácito
velado pelas mães.
sou o hiato entre os universos
sou o verbo ação e o substantivo afeto
sou o ditongo decrescente
das palavras saudades e paixões.






 |  Ilustração também é de Lia Macruz  |



eu imagino um camaleão
interpretando a constelação de andrômeda
seres ascencionados e comandantes estelares
[dançando butoh
o baile desenfreado dos répteis dentro de um girassol
meu inconsciente tem todas as chaves para desvendar
[este enigma

mesmo no deserto eu diria a você
para beber água direto dos meus rins
sabemos que superamos as mirações nebulosas
e criamos oásis com nossas mentes
depois meditamos dentro de uma montanha
e a nossa hipersensibilidade se torna mais

[desenvolvida que um sismógrafo

possuímos um sonar instalado no crânio
morcegos acoplados na retina de nossa visão.







::::::::::: DIA 5 de OUTUBRO - Parlapatões, Praça Roosevelt - São Paulo. 

::::::::::: EVENTO NO FACEBOOK

::::::::::: EDITORA PRIMATA

Nenhum comentário: