domingo, 10 de junho de 2018

Poemas curtos de Charles Lima



Divisória 



O que separava o quarto era a cortina de fita colorida.

Também a lei, no olhar da mãe.

Na cozinha o cheiro, a cadela que roçava nossas pernas, os toucinhos dependurados, a piscadela da prima visita.

Debaixo da mangueira,

Transgredíamo-nos.





Amor Resíduo (via Tietê)



No fundo falso de alguma dessas bolsas (que somadas são muitas)

Deve haver uma foto nossa embolorada

Manchada

Emoldurada de fungos.






Desejo Atlântida




Livre do escafandro adentrei o seu mar em pele

Submergi

O fôlego

A profundidade

De onde via superfície



Agora aguardo a próxima imersão no silêncio das pedras






Prenúncio

O alarido das cigarras


Desperta

Menino que espia

Canto e silêncio

Céu que trovoa





Charles Lima é escritor, músico e professor. Autor do livro de contos "Mundo da Vida" (2014), transita entre as sensibilidades artísticas e tem na música e na literatura suas principais influencias. É graduado em História e Mestre em Planejamento Urbano e Regional. É de signo terra e tem ar como ascendente, aprecia sabores amargos e sonha com palavras.





Nenhum comentário: